Botanique Hotel & Spa – o pós-luxo chegou

Situado em um bonito vale da Serra da Mantiqueira, em São Paulo, este hotel boutique prova que conforto extremo e personalidade não dependem de marcas famosas

Fotos: Paulo Mancha

Quem conhece a região da Serra da Mantiqueira, entre São Paulo e Minas Gerais, sabe que não faltam bons hotéis por ali. Mas pouquíssimos têm uma proposta realmente inovadora, que torna a experiência de hospedagem inesquecível. Um desses raros casos é o Botanique Hotel & Spa, situado no Vale dos Mellos, distrito na divisa entre Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e São Bento do Sapucaí.

Visitamos o hotel e não foram poucas as surpresas.

Que tal encontrar no seu quarto um kit com binóculos, manual de observação de aves e apitos que reproduzem os sons de uma dezena de pássaros da região? Ou, ainda, ter um cinema só para você, com direito a pipocas e guloseimas servidas durante a sessão?

E mais: funcionários que, sem exagerar na intimidade, parecem mais amigos, responsáveis por ajudá-lo com tudo: desde o transporte pela propriedade (em carrinhos de golfe) até dicas de onde comprar uma boa cachaça ou de qual massagem fazer no spa?

CONFIRA O VÍDEO SOBRE OBSERVAÇÃO DE AVES:

Afinal, o que é “pós-luxo”?

Pois o Botanique é assim. Desde o início, o objetivo da idealizadora, a empresária Fernanda Ralston Semler, era aplicar o princípio do “pós-luxo”, termo que poderia ser definido como um luxo desligado de marcas e aparências, muito mais atrelado ao conforto extremo.

Assim, não espere um hotel com sotaque estrangeiro. O Botanique privilegia nossa própria cultura. Foram contratados curadores de renome para garantir um brasilianismo de estirpe em tudo: da arquitetura ao conteúdo da biblioteca, da adega às terapias do spa, do paisagismo à gastronomia.

 

Por falar nesses dois últimos aspectos, vale frisar que o hotel é cercado por uma imensa horta, com mais 450 caixas repletas de ervas, verduras e legumes. Elas abastecem a cozinha e o spa e podem ser colhidas pelos próprios hóspedes, num ambiente bucólico, emoldurado pelas montanhas da Mantiqueira.

Com apenas 17 suítes e ocupando uma área de mais de um milhão de metros quadrados, o hotel esbanja privacidade. As habitações são grandes, aconchegantes e cheias de mimos, como máquina de expresso (com cafés da região), minibar só com produtos “caipiras” e cachaças artesanais.

Também são extremamente bem cuidadas: bastava sairmos por uns minutinhos para que as camareiras aparecessem e deixassem tudo arrumadinho – um padrão de excelência raro de ver no Brasil.

Um spa com cara de Brasil

O spa não foge à regra. São oito espaços de atendimento especializado e uma piscina isotônica coberta, onde massagens e tratamentos adotaram a cultura e a biodiversidade do Brasil como base.

Só para dar um exemplo, os alongamentos são baseados em movimentos de capoeira e há terapias que simulam a chuva da Mata Atlântica.

Existe também um programa detox fundamentado em alimentação natural, trilhas pelo Vale dos Mellos e contemplação da floresta. Por sinal, não faltam atividades na natureza, como cavalgadas, passeios de bike, aulas de tênis na quadra do fundo do vale ou ginástica com personal trainer em meio ao bosque que envolve o hotel.

Cozinha de primeira, com sabor nacional

A gastronomia não foi esquecida e o Restaurante Mina é um destaque à parte, com seu menu brasileiro contemporâneo e seus vinhos de pequenas propriedades no sul do Brasil.

O menu muda conforme a estação, mas sempre tem opções inventivas como o nhoque com castanhas de caju ou a burrata com ervas brasileiras – tudo extremamente caprichado e servido num salão aquecido por uma generosa lareira e com vista de 180° para as montanhas.

Importante: o Botanique não é uma ilha de opulência isolada numa comunidade humilde. Um dos ideais do casal Fernanda Ralston e Ricardo Semler era fazer crescer a região que cerca o hotel. Ou seja, nada de muros físicos ou sociais: o empreendimento trouxe escola de alto padrão gratuita para habitantes do Bairro dos Mellos, assim como uma dezena de outras benfeitorias que elevaram a autoestima e a qualidade de vida por ali.


Botanique Hotel & SpaRua Elídio Gonçalves da Silva, 4000, Bairro dos Mellos, Campos do Jordão (SP)

  • Diárias: a partir de R$ 1600  (casal) com café da manhã, wi-fi, lavanderia e consumo de minibar inclusos.
  • Para crianças? Não
  • Romântico? Sim.
  • Natureza? Sim, num bosque de altitude.
  • Vistas panorâmicas? Sim.
  • Tem esporte? Tênis (inclusive aulas), mountain bike, passeio a cavalo, caminhadas em trilhas.
  • Conforto (de 1 a 10): 9
  • Gastronomia (de 1 a 10): 9
  • Spa (de 1 a 10): – 8
  • Hospitalidade (de 1 a 10): 10
  • Passeios na região (de 1 a 10): 8

Saiba mais: botanique.com.br

 

 

2 comentários em “Botanique Hotel & Spa – o pós-luxo chegou”

  1. Top demais Mancha! Parabéns pela reportagem!
    Parabéns, também, pelo seu aniversário! Vi no twitter e minha visita ao blog é o meu presente, rsrs. Sucesso e felicidades!

Faça seu comentário aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s