Vou a um jogo da NFL: preciso me preocupar com briga de torcida?

Quem está acostumado ao futebol brasileiro sempre sente algum receio ao frequentar um estádio qualquer, mesmo fora do Brasil. Faz sentido ter medo no caso do futebol americano?

Antes de tudo, este post não tem a intenção de analisar causas da violência nos estádios mundo afora. Isso daria um livro… Neste blog, eu escrevo sobre turismo esportivo. Então, minha abordagem é curta e pragmática. Peço a permissão para simplificar algumas coisas e generalizar outras. Então vamos lá.

Muita gente que vai pela primeira vez aos Estados Unidos ver um jogo me pergunta: “Mancha, é perigoso? Posso usar a camisa do meu time? Tem separação de torcidas? Posso levar crianças?”

São dúvidas pertinentes. Violência de torcidas não é exclusividade brazuca. Até no civilizadíssimo Canadá já vimos multidões ensandecidas quebrando vitrines e virando carros nas ruas após um jogo da Stanley Cup.

No caso da NFL, a mídia noticiou com estardalhaço nos últimos anos alguns casos de brigas dentro e fora de estádios. Isso rapidamente foi usado por aqueles que defendem cegamente o Brasil para dizer: “Tá vendo? É igual aqui!”.

Não, não é igual aqui. Nem chega perto.

Com 65 mil espectadores por partida nas arquibancadas, a NFL tem média de 6 pessoas detidas em cada jogo. Na maior parte dos casos, por embriaguez. Brigas com feridos? Três ou quatro por ano. Mortes? Houve uma em 2013 e uma outra em 2015 (sendo que sobre esta última ainda restam dúvidas de que esteja relacionada ao esporte em si).

Já no Brasil, a violência atinge níveis vergonhosos tanto em quantidade quanto em gravidade dos incidentes. Temos uma média de 10 mortos por ano em brigas de torcida se computado o período desde 1988.

Recentemente, chegamos a ter 15 fatalidades por ano no Brasil. E nem sequer há estatística de presos ou feridos. Mas, se você assiste a telejornais, sabe que todas as semanas tem quebra-pau em jogo de futebol. Não tem como comparar.

Legal, Mancha! Então eu não corro absolutamente risco nenhum se for a um jogo da NFL, certo?

Não é bem assim. A resposta depende do jogo, do estádio, do contexto e do seu comportamento.

O jornal americano Washington Post publicou recentemente um ranking da violência nos estádios da NFL. Ou seja, onde a polícia prende mais gente por bebedeira, desordem ou agressividade. Veja:

Esses números já te dão a dica de onde você deve se precaver (ainda que tenham deixado de fora algumas cidades importantes como Cleveland, por falta de dados) .

Antes de tudo, saiba que não há divisão de torcidas na NFL – todo mundo senta junto e misturado. Em 99% dos casos, não há problema algum nisso. Em alguns estádios, aliás, é divertido. Se você for a um jogo do Tampa Bay Buccaneers usando a camisa do adversário, no máximo vai ouvir alguma piadinha inofensiva na hora de um touchdown de Jameis Winston e companhia.

Se não acredita na boa índole dos bucaneiros, veja este vídeo:

Por outro lado, ir com a camisa dos 49ers ver um jogo na casa dos Raiders exige mais cautela. É bem possível que você seja xingado e provocado em algum momento. Se você for uma pessoa zen, sairá ileso. Mas, se for esquentado ou tomar duas cervejas, a coisa pode degringolar.

O Washington Post também tem um gráfico indicando que jogos noturnos têm mais brigas e que, quando um time perde por poucos pontos, aumenta a tendência à desordem pós-jogo.

O lado tranquilizador é que nos Estados Unidos a violência costuma ser do tipo “um contra um”.

Não existe torcida organizada, que combina briga em grupo na internet. Não há hooligans nem bandos de arruaceiros andando juntos e batendo em qualquer um que apareça pela frente. O que se vê na terra do Tio Sam é quase sempre dois idiotas bêbados trocando sopapos. E o resto da galera assistindo.

É relativamente fácil não ser um desses idiotas. Para começar, não fique bêbado! 🙂

Segundo: pesquise sobre o grau de rivalidade dos dois times. Se for grande, evite usar a camisa de um deles. Se quiser usar mesmo assim, então saiba ignorar as provocações, sobretudo no fim do jogo, quando o teor alcoólico já subiu no sangue dos imbecis de plantão.

NOS EUA, QUANDO UM NÃO QUER, DOIS NÃO BRIGAM! Esse é o lado tranquilizador da coisa…

Aliás, convém lembrar que todos os estádios têm um código de conduta que deve ser seguido obrigatoriamente, sob pena de detenção.

Resultado de imagem para report unruly fans

E há sempre um número de telefone para o qual você pode mandar um SMS dizendo em que setor do estádio está, caso se sinta ameaçado por um baderneiro.

A segurança vem rapidinho – eu já vi acontecer.

De resto, ver um jogo da NFL lá na gringa é só diversão! Eu recomendo!


Rivalidades da NFL cujos jogos exigem mais cuidado
(o segundo time é o da casa)

Giants @ Eagles
Cowboys @ Eagles
Bengals @ Steelers
Ravens @ Steelers
Steelers @ Ravens
Patriots @ Jets
Jets @ Bills
Patriots @ Colts
Broncos @ Chargers
Todo mundo @ Raiders


Adaptação da matéria publicada no blog General Managers

11 comentários em “Vou a um jogo da NFL: preciso me preocupar com briga de torcida?”

  1. Eu tive a oportunidade de assistir um jogo dos Buccaneers x Redskins em 2012, em Tampa. Fiquei surpreendida com a organização, alegria e a forma amistosa com que as torcidas se tratavam. Tinha torcedor até do Miami no estádio e todos conviviam muito bem!
    Confesso que fiquei com inveja e gostaria que incorporassemos isso no nosso futebol.
    Agora em novembro irei assistir Giants x Chiefs, estou animada, ansiosa e com a certeza de que nao vou precisar me preocupar com a violência no estádio.

  2. Ótimo texto Mancha. Vou pra NY em dezembro e comprei ingresso pra Eagles @ Giants. Estava preocupado com isso, pois sou torcedor do Eagles.

  3. Já fui num Bucs X Saints em Tampa e foi tudo numa boa. Tinha até uns torcedores da casa com caixa de som e microfone que ficavam tirando um sarro de todos os torcedores dos Saints que passavam (e eram muitos).
    Já minha irmã foi ver Cowboys X Giants em Dallas e viu um início de confusão. Ela tava grávida e ficou preocupada. Mas logo tiraram o brigão do estádio (foi levado igual uma tora de madeira) e depois ainda identificaram e chamaram um cara que atirou uma lata de cerveja no meio da confusão.
    Mancha, essa morte de 2015 que você menciona é aquela que ocorreu no estacionamento do AT&T?

  4. Fui a Bucs x Titans em 2015 na estreia de Winston e Mariota em Tampa. Foi super tranquilo, e muito organizado. Ao meu redor tinha torcedores dos dois times e do meu lado uma pessoa com a jérsei dos Saints.

  5. Gabriel, sou eagles tb e ano retrasado assisti eagles x jets em NY. Fui com a família, todos de eagles. Super tranquilo.
    E vi cowboys x eagles na philadelfia e sentei do lado de um casal dos cowboys, tambem sem problemas.
    Abs

  6. Mancha, vou em outubro ver Patriots @ Jets e sou torcedor dos Patriots. Pretendo ir de trem de Manhattan até o estádio. Acredito que seja seguro certo?

  7. Estive com meu marido no jogo do Jax em Jackssonville no último dia 15/10/2017.. fantástico… comprei os ingressos e o estacionamento com antecedência pela internet. Acesso organizado, entrada segura e organizada, lanches informações, tudo perfeito. O estádio era 99% local e raros de fora.. o time local perdeu e todos eram muito pacificos… os poucos torcedores de fora brincavam comemoravam e os locais se lamentavam, brincavam.. nada parecido com a hostilidade e briga que temos aqui no Brasil… recomendo a experiência para todos. é absolutamente mágico!

Faça seu comentário aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s