Sydney de bike – incrível passeio

A maior cidade da Austrália é um lugar perfeito para explorar de bike. Não bastasse o trânsito bom e os motoristas respeitosos, a cidade é cheia de locais bonitos, não muito longe uns dos outros

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quando estive em Sydney, no ano passado, tive a oportunidade de fazer um roteiro da Bonza Bike Tours, uma das várias operadoras de cicloturismo da metrópole australiana.

Bikes novinhas, equipamento de segurança completo, guia que segue na frente do grupo… Enfim, um programa perfeito.

São diversos roteiros. Um deles, inclusive, envolve subir a famosa Harbour Bridge – a ponte que cruza a baía que banha a cidade. É um passeio lindo, mas para quem tem fôlego. Eu quase enfartei no meio do caminho, já que a subida pela ponte é mais intensa do que parece. Tirando isso, o resto é bem fácil.

Se você não quiser seguir os roteiros fixos deles, pode também alugar uma bike e derivar por aí, por conta própria. Criei um itinerário baseado nas atrações mais bacanas que você pode explorar de bicicleta. Confira!

mapa sydneyVer mapa maior

A) Jardim Botânico – Início da pedalada (Royal Botanic Gardens, s/nº)
O lugar ideal para começar um passeio por Sydney é esse grande parque repleto de jardins floridos, estufas e praças arborizadas. E o melhor de tudo: o Royal Botanic Gardens fica à beira-mar, com vista para a Harbour Bridge. Há um restaurante bem no meio do parque, que serve um farto café da manhã. Para quem preferir, há tendas que alugam bicicletas ali mesmo.

B) Opera House – A  1,3 km de distância (2 Macquarie Street)
Ela se tornou o cartão-postal da cidade e também uma das construções mais famosas do mundo. Declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, a Ópera de Sydney é um enorme complexo de auditórios à beira-mar, onde 1.500 eventos acontecem por ano – de shows de rock a concertos e balés. Há um tour guiado pelos bastidores, que dura duas horas e permite saber as curiosas histórias ocorridas durante a construção, que levou 15 anos para ser concluída.

C) Circular Quay – A 650 metros de distância (Circular Quay, s/nº)
Esse calçadão é o coração de Sydney. Fica de frente para os píeres de onde saem barcos de turismo e ali acontecem as grandes comemorações, festas (como a do Ano Novo) e manifestações políticas. O Circular Quay tem ainda um pequeno shopping no acesso à estação de trem anexa e, nos seus arredores, destacam-se belos edifícios comerciais e restaurantes afamados, como o Café Sydney, com sua inigualável vista panorâmica da região portuária.

D) Museu de Arte Contemporânea – A 400 metros de distância (140 George Street)
Debruçado sobre a Baia de Sydney, o Museu de Arte Contemporânea ocupa desde 1991 um prédio de estilo art-deco, onde durante décadas funcionou a administração do porto de Sydney. Além da sua coleção de obras do mundo todo, ele tem outros atrativos. Os antigos armazéns portuários ao seu redor foram transformados em bares, restaurantes e baladas. Por isso, o lugar merece uma visita a qualquer hora do dia ou da noite.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E) George Street e Sydney Tower – A 1,5 quilômetro de distância (100 Market Street)
A George Street é o equivalente australiano da 5ª Avenida de Nova York. Ou seja, ali estão centenas de edifícios de grandes corporações, formando um mosaico arquitetônico muito interessante. Passear por ela é garantia de explorar pequenas galerias de lojas de grife ou de marcas locais. A rua dá acesso a um notável marco turístico: a Sydney Tower, maior construção da cidade, com 309 metros de altura. Há lojas, restaurantes e, claro, um mirante no topo.

F) Queen Victoria Building – A 140 metros de distância (455 George Street)
Considerado por muitos o mais belo shopping center do mundo, o Queen Victoria Building foi construído entre 1893 e 1898, com seu interior em estilo romanesco, repleto de afrescos que vão do piso ao teto. É por si só uma obra de arte. Ao longo de seus corredores espalham-se as lojas mais chiques de Sydney e os restaurantes favoritos dos engravatados executivos que trabalham nos arredores.

G) Sea Life Sydney Aquarium – A 550 metros de distãncia (5 Wheat Road)
Este incrível aquário é um passeio imperdível para quem viaja com os filhos. Trata-se da maior e mais moderna exibição de vida marinha da Austrália e uma das mais importantes do mundo. São mais de 6 mil animais de 650 espécies. E, apesar do nome, o aquário apresenta também animais terrestres. Destaque para o túnel de vidro que permite ao visitante cruzar uma recriação do fundo do mar, repleta de tubarões e outros bichos.

H) Museu Marítimo e Navio James Craig – A 650 metros de distância (Sydney Wharf, 56 Pirrama Road)
O fim de seu passeio em Sydney pode ser nessa pitoresca área de tradição náutica, onde desponta o Museu Marítimo, com suas exposições interativas sobre navegações, desastres navais e grandes batalhas nos mares do planeta. Ao lado do museu fica o James Craig, um veleiro com mais de 100 anos de idade, que hoje em dia leva turistas a passeios pela Baia de Sydney e é usado para eventos, festas e jantares de gala.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Saiba mais: Bonza Bike Tours

3 comentários em “Sydney de bike – incrível passeio”

Faça seu comentário aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s