O sucesso da Maratona da Disney

Talvez não haja evento esportivo mais perfeitamente integrado com o turismo que a corrida realizada nos parques de diversões de Orlando. Confira!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se você gosta de correr, esta é uma chance única de unir seu esporte com turismo. E se você tem filhos, melhor ainda. A Maratona Disney, apesar do nome, é na verdade uma série de corridas com percurso variados (a partir de 5 km) realizadas em plenos parques de Orlando. Elas incluem festas na chegada, brindes para os participantes e pacotes completos de hospedagem.

O sucesso tem sido tão grande entre os brasileiros que quase todas as agências de viagens especializadas em esportes montaram pacotes para a edição de 2014, que se realiza entre 9 e 12 de janeiro. Tem de tudo: pacotes curtinhos só para as competições, outros que incluem compras e tíquetes para os parques e até mesmo viagens de 15 dias com a festa de Réveillon igualmente contemplada.

Algumas, como a Kamel Turismo já tiveram mais de 50% de seus pacotes vendidos, faltando 5 meses para o evento. Outras, como a Canaus, oferecem viagens que vão de 6 dias a duas semanas, em hotéis de todas as categorias.

Os preços não são lá aquelas coisas, é verdade. Afinal, trata-se de alta temporada. Dificilmente você acha pacotes por menos de US$ 2500 por pessoa.

Mas vale a pena!

.

Confira quem leva:

Agaxtur – Tel. 11 3067-0900 – www.agaxtur.com.br/disney

Canaus Turismo – Tel. 11 4323-7190, www.canaus.com.br

Kamel Turismo – Tel. 21 2275-0146, www.kamelturismo.com.br

Run Travel Rent-a-tour – Tel. 11 5581-1400, www.run.site.com.br

Th5 Eventos – Tel. 13 3313-1196 – www.th5eventos.com.br

Tio Olando – Tel. 11 3711-7511 – www.tioorlando.com.br

Trip Express – Tel. 11 2307-9881, www.tripexpress.com.br

Desafio da Semana

Responda o quiz baseado em fotos tiradas por mim mundo afora…
… e ganhe um brinde se for o primeiro a acertar!

sadd.jpeg

A foto é de um lugar com nome assustador. Nome esse dado pelos pescadores ao verem as falésias avermelhadas (no fundo da imagem) que pareciam arder com a luz do sol. Obviamente, como eu apareço na foto, ela não foi tirada por mim, mas sim por um militar, já que ali fica uma base de lançamento de foguetes.

Dica: Na Segunda Guerra Mundial, esta cidade abrigou uma das maiores bases aéreas dos aliados em todo o mundo.

Agora responda as perguntas abaixo na área de comentários!

  1. Em que cidade e país está esse lugar?
  2. Como se chama a base de lançamento de foguetes?

cd4

O primeiro a acertar as respostas ganha um brinde!
livropaulo

Poderá escolher entre:

o CD da minha banda de rock, o Tubaína,

ou o meu livro A Evolução Humana!

Um jogo da NBA em Nova York

O advogado e fã de esportes Rodrigo Becker conta a experiência de ver uma partida da NBA no novíssimo ginásio Barclays Center

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por Rodrigo Becker*

O Brooklyn Nets é o time mais novo da NBA. Foi criado a partir do antigo New Jersey Nets, que jogava no Prudential Center em Newark, NJ.

Com a inauguração da Barclay’s Arena, no Brooklyn, os Nets mudaram de casa e foram para o condado vizinho à Nova York (o NY Islander, time da NHL, também joga no mesmo Ginásio). A mudança também fez com que mudasse não só o nome do time, mas as cores que passaram a ser preta e branca.

Tudo novo: nome, casa, cores… era hora de visitar o Brooklyn Nets!

Na semana em que eu estava em Nova York, os Nets jogariam em casa três vezes em sequência, contra Celtics, Hornets e Cavaliers. Não tive dúvida, e escolhi o primeiro jogo contra a forte equipe do Boston Celtics, bem no dia de Natal, em dezembro do ano passado.

Comprei os ingressos no melhor site de revenda de tickets para qualquer evento esportivo nos Estados Unidos: www.stubhub.com. Paguei U$ 90 por cada ingresso, mas escolhi um lugar mais centralizado, ainda que alto.

É verdade que os outros jogos contra Hornets e Cavaliers eram mais baratos, mas, como eu queria ver os Celtics, tive que desembolsar um valor a mais.

Chegar na Barclay’s Arena é simples, prático e de causar inveja aos brasileiros. Há uma estação exatamente embaixo do ginásio, que se chama Atlantic Avenue. De praticamente todos os lugares de Manhattan basta apenas um metrô pra chegar no Ginásio. A viagem do Rockefeller Center até a Atlantic Avenue. Station dura 30 min. Mais fácil que isso, só jogo no Madison Square Garden, que fica em Manhattan.

Chegando na estação Atlantic Avenue, é só sair por uma escada rolante que termina na porta da Arena. Dali é só entregar o ingresso e procurar o seu assento.

Era dia de casa cheia. Ainda assim, estava muito tranquilo pra entrar. Cheguei meia hora antes do início e havia uma fila pequena, que andava rápido.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A arena é moderna e do lado de fora já tem pequenos telões com informações sobre o jogo. Do lado de dentro é de impressionar. Tudo novo, telão gigantesco no centro da quadra, vários quiosques com artigos dos Nets, e uma superloja no piso térreo, com absolutamente tudo do time.

A visão da quadra é excelente, mesmo do anel superior. Todavia, uma coisa me chamou a atenção: a distância entre as cadeiras é muito pequena, tanto lateralmente como para a cadeira da frente. Já fui a outros estádios e ginásios pelos Estados Unidos e esse realmente foi o de menor espaço entre cadeiras.

No intervalo do primeiro para o segundo tempo há muitas atrações na quadras para manter o público ligado. E ainda sorteio de camisas e brindes ao público.

Comida e bebida são fartas no ginásio, bem ao estilo ianque. E, como em todo evento esportivo por lá, as filas no intervalo para conseguir alguma coisa são imensas. Por isso, fica a sugestão: vale a pena perder uns minutos do jogo e comprar comida e bebida no transcurso da partida.

A partida foi vencida pelos Celtics, por 93 a 76, com destaque para a atuação de Rajon Rondo, que fez 19 pontos.

Depois do jogo, a saída foi supertranquila. Em 5 minutos eu estava dentro da estação, esperando o metrô. Como a estação é grande e o número de linhas que passam por lá maior ainda, rapidamente ela fica tranquila.

Por tudo isso, digo que vale muito a pena assistir um jogo na Barclays Arena, até para fugir do habitual e óbvio Madison Square Garden, sempre cheio e mais caro.

————————————————————————————————————————————-

793875_529696947070257_173880060_o

Rodrigo Becker, 35 anos,
é advogado, mora em Brasília
e adora esportes americanos.

Saiba mais: www.barclayscenter.com

Rugby na neve? Isto é Bariloche!

Engana-se quem pensa que o mais famoso recanto de inverno da Argentina é lugar apenas de esqui e snowboard. Bariloche tem até polo e rugby!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Se você está pensando em ir a Bariloche curtir a neve ainda este ano, saiba que dá tempo. Tem nevado mais do que o normal e é até possível que a temporada de esqui se estenda por alguns dias a mais, cruzando o fim de setembro nos badalados Cerro Catedral e  Cerro Otto.

Por sinal, no próximo dia 13  acontece o Campeonato Nacional de Esqui, competição que, durante quatro dias, reunirá os melhores esquiadores do Sul do Continente.

O curioso, porém, é o que vem depois. No dia 18, na base da montanha, acontece o Polo Snow e Fashion, com os cavalo cruzando a cancha esbranquiçada pela neve. E no dia 19 tem o Rugby Snow Challenge, um jogo de rugby no gelo, com direito a tackles irados e muita animação.

Definitivamente, Bariloche continua valendo a pena!

Saiba mais: www.barilocheturismo.gob.ar

 

US Open em NY: última chance!

Quem quiser curtir o Grand Slam em Nova York ainda pode comprar pacotes específicos para o evento nas agências especializadas em turismo esportivo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Faberg Tennis Tour

Antes de tudo, não, eu não estou sendo pago para divulgar isto. Mas o faço porque acho que realmente vale a pena apoiar as agências de turismo especializadas em pacotes esportivos.

Uma delas á a Faberg Tennis Tour (veja as demais na aba “Quem Leva” aí no alto do blog). A Agência tem pacotes para o US Open e ainda há vagas. O torneio começa em 26 de agosto e vai até 9 de setembro. Quem estiver por lá poderá curtir ainda os jogos da NFL e da MLB (não inclusos no pacote) como eu já disse neste post e também neste.

O US Open é o maior evento de tênis do mundo. Disputado no complexo Billie Jean King Tennis Center, em Flushing Meadows, recebe nos seus 15 dias de programação um público de aproximadamente 720 mil pessoas.

São mais de 900 jogos entre as chaves de simples, duplas, juvenis, veteranos, masculino, feminino e qualifying. E são distribuídos mais de US$24 milhões em premiação aos jogadores.

Em 2012, a Faberg atendeu mais de 500 pessoas, oferecendo programas completos e ingressos avulsos.

A Faberg só divulga os preços para quem ligar lá.

Saiba mais: US OPEN 2013 – pacotes

Portillo para brasileiros

A estação de esqui chilena, que está em pleno vapor neste inverno, tem agora um site em português, dedicado especialmente aos brasileiros

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este é um post rápido apenas para dar a dica do site em português da estação de esqui de Portillo, no Chile (por sinal, ela foi o tema do Desafio da Semana aqui no blog – veja abaixo).

A estação está com várias novidades, como tours de helicóptero, semana do vinho e aulas especiais para os brasileiros.

.

.

Confira no site http://www.skiportillo.com/?lang=pt

.

Desafio da Semana

Responda o quiz baseado em fotos tiradas por mim mundo afora…
… e ganhe um brinde se for o primeiro a acertar!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esta estação de esqui fica às margens de uma lagoa a quase 3 mil meros de altitude. Está na fronteira entre dois países e ali costumam treinar várias seleções olímpicas dos Estados Unidos e de países da Europa. Nesta época do ano, fica cheia de brasileiros que correm para lá curtir a neve. Para chegar a ela, é preciso pegar uma estradinha com mais de 30 curvas em forma de ferradura.

Agora responda as perguntas abaixo na área de comentários!

  1. Como se chama esta estação de esqui?
  2. Em que país fica?

cd4

O primeiro a acertar as respostas ganha um
CD da minha banda de rock, o Tubaína!

Top 10: Newport e o Museu do Tênis

Ela está em 5º lugar nos meus 10 lugares marcantes do esporte. A cidade de Newport é famosa por seu charme e por ser a capital americana do tênis e do iatismo. Um lugar imperdível, próximo a Boston e NY

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Visit Newport / Int. Tennis Hall of Fame

Se você for a Los Angeles, na Califórnia, verá a garotada nas ruas com vistosas camisas dos Lakers. Em Nova York, todo mundo tem um boné do Yankees. No Texas, só dá o uniforme azul do Dallas Cowboys. Agora, se você for a Newport, no estado de Rhode Island, a gurizada veste coletes salva-vidas, camisetas polo e bonés da America’s Cup.

“America’s, o quê?”, você pode estar perguntando. America’s Cup é uma competição de veleiros que acontece desde 1851 — o mais antigo troféu em disputa no esporte mundial. Durante 132 anos, ela foi realizada nas águas de Newport, o que tornou esta cidade a capital americana do iatismo e dos esportes náuticos.

Também é sede do Hall da Fama do Tênis, instalado em uma construção centenária, onde funcionou o antigo Cassino de Newport, com quadras onde se pratica o esporte desde o século 19 (veja amais adiante).

Uma cidade de sonho – antes de falar das atrações esportivas, vale a pena descrever um pouco esse lugar escolhido como recanto de férias pelos mais abastados da região da Nova Inglaterra (o nordeste dos EUA). Newport fica a 290 km de Nova York e a apenas 115 km de Boston. Alugar um carro  e dirigir até lá pelas estradas da costa é garantia de cenários indescritíveis.

Não é difícil perceber a tradição marinheira. Ao passear pela cidade, você depara com hoteizinhos batizados de Admiral’s Inn ou Mariner’s House e vê propaganda de excursões oferecidas em escunas (mas escunas de verdade, movidas a vela, feitas de madeira, e não os barulhentos barcos a motor que assim se vendem no litoral brasileiro). Até mesmo nos próprios iates da America’s Cup você pode passear, se quiser.

Ao contornar o waterfront — é assim que se chama a recuperadíssima região portuária —, você acha centenas de veleiros colorindo o cenário.

O passeio melhora ainda mais conforme se segue pela Ocean Drive rumo ao Parque Estadual de Fort Adams. Nesse lugar, desponta uma antiga fortaleza que defendia Newport dos piratas, no passado.

Ao lado, espalham-se escolas de náutica e o museu do iatismo, onde vez por outra aparece a taça da America’s Cup.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Guloseimas americanas – Nessa porção histórica, aliás, vale a pena estacionar para curtir uma especialidade local. É o fudge, um tipo de doce de leite com vários sabores: amêndoas, chocolate, baunilha… Há uma loja em cada esquina, com cozinheiros preparando o puxa-puxa em panelões à vista de todos.

Longe das calorias do fudge, o entorno da cidade também reserva atrações históricas, ainda que isoladas. É o caso da St. Mary’s Church, onde John Kennedy e Jacqueline Bouvier se casaram, em 1953. Ou, ainda, do Oceancliff Hotel, construído em 1896 e hoje sede de festas de formatura da Universidade Harvard.

Sem falar da casa em que morou o presidente americano Dwight Eisenhower. Tudo de frente para a Baía de Narragansett e para a Pell Bridge, que liga Newport ao continente. Ao voltar da Segunda Guerra, o comandante americano só queria paz. E ele a encontrou em um rochedo à beiramar.

Incríveis mansões – Sua casa é apenas uma das famosas “Mansões de Newport”. Elas ficam, em sua maioria, na Bellevue Avenue. Os casarões são resultado de um curioso modismo: no final do século 19, os mais notórios milionários do país decidiram disputar para ver quem construía a mais suntuosa.

Como resultado, seis dessas residências foram declaradas Patrimônio Cultural dos Estados Unidos. As mais famosas são a Rosecliff, onde foi filmado O Grande Gatsby, em 1974, e a The Breakers, com setenta quartos, construída pelo magnata das ferrovias Cornelius Vanderbilt II.

Para os mortais, o que vale é que essas mansões têm as fachadas expostas ao público (ao contrário, por exemplo, das moradas de celebridades de Hollywood, quase todas escondidas atrás de muros) e muitas ficam abertas a visitação, abrigando concertos e exposições de arte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O templo do tênis – Conforme se vai ao centro da cidade, longe do mar, surge o Hall da Fama do Tênis – o maior museu do tênis de todo o mundo. Mais que isso, é um lugar mágico, sede do antigo Cassino de Newport, com quadras históricas, onde foi disputado o primeiro campeonato nacional de tênis dos EUA, em 1881.

O acervo é pra lá de interessante. Inclui desde as raquetes mais antigas, usadas no Século 12 em uma modalidade arcaica do esporte, até camisas, troféus e outros artigos de tenistas renomados da atualidade.

Tem até o histórico telegrama de congratulações Jackie Robinson, o homem que quebrou a barreira do racismo no beisebol, para Arthur Ashe, o primeiro grande tenista negro dos Estados Unidos.

Sem contar os audiovisuais que contam histórias e curiosidades do esporte – muitos deles contendo imagens raras do começo do Século 20, além de bastidores das granes estrelas do esporte.

Eu nem sou muito fanático por tênis, mas o museu é tão bem feito que passei duas horas lá dentro me deliciando com cada nicho, cada painel e cada vídeo.

Detalhe: há fotos e entrevistas dos brasileiros Maria Esther Bueno e Gustavo Kuerten – os dois únicos brasileiros eleitos para o Hall da Fama. Lembro de ter ficado arrepiado ao ver um vídeo da nossa tenista campeã logo na sala de entrada do museu.

Confira a página de Guga no Hall da Fama clicando aqui: http://www.tennisfame.com/gustavo-kuerten

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vale lembrar que esse lugar é uma espécie de templo do esporte, onde ocorrem torneios amistosos e beneficentes.  Não é raro ver astros do passado como Joe McEnroe e Jim Courier se enfrentando na quadra de grama, assistidos por Matts Wilander, Todd Martin, Wayne Ferreira e outros medalhões.

O International Tennis Hall of Fame foi uma grande surpresa para mim. E será para você também, goste ou não de tênis, pode acreditar!

———————————————————————–

International Tennis Hall of Fame

Entrada: US$12 (menores de 16 não pagam)

Há audioguia em português

Saiba mais: www.tennisfame.com

.

O novíssimo Museu do Benfica

Vai viajar para Portugal? Não perca a nova atração esportiva de Lisboa, anexa ao belo Estádio da Luz, sede da próxima final da Liga dos Campeões da UEFA

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quem for a Lisboa tem uma nova opção de passeio. O Estádio da Luz, sede da próxima final da Liga dos Campeões da UEFA (em 2014), acaba de ganhar o Museu Cosme Damião, dedicado ao clube Benfica e também ao futebol português, de forma geral.

O nome do museu é uma homenagem ao fundador do clube, Cosme Damião, que também era jogador, treinador, dirigente e jornalista.

O espaço é moderníssimo e tem 3 andares, ocupando uma área de 4000 metros quadrados, dividida em 27 temas. A história dos “encarnados” está ali, percorrendo desde a fundação, em 1904, até aos dias de hoje.

Estão expostas mais de 900 peças, sobretudo troféus de futebol e outras modalidades, objetos pessoais de jogadores, técnicos e dirigentes e até artigos doados por outras entidades ao Clube.

Entre as glórias destacadas na mostra estão as duas taças continentais conquistadas no início da década de 60, relembrando as épicas vitórias sobre Barcelona (1961) e Real Madrid (1962).

De início, o Museu Benfica Cosme Damião terá apenas a exposição permanente, mas há espaço para exibições temporárias que começarão em breve.

 

.

Saiba mais: Museu do Benfica

.

São Paulo terá feira de golfe e esqui

Já pensou em jogar golfe? E em esquiar na neve? Saiba que uma feira de turismo acontecerá em setembro para difundir esses esportes no Brasil

Este slideshow necessita de JavaScript.

Crédito das fotos: divulgação/Wikicommons

São Paulo será sede da primeira edição da Ski & Golf Fair nos dias 2 e 3 de setembro. O evento se realizará na Fecomercio e visa divulgar esses dois esportes e as viagens que eles proporcionam. É uma iniciativa da empresária e gestora da Moinhotur, Ondina Becker, mãe do tricampeão brasileiro de golfe, Rafael Becker.

“Temos 75 mil esquiadores, que viajam duas vezes por ano para a prática de esqui, e 25 mil golfistas que viajam cerca de três vezes por ano com suas famílias para jogar no exterior em viagens que mesclam golfe e lazer”, afirma Ondina.

A iniciativa vem em boa hora: a Confederação Brasileira de Golfe aponta aumento de 30% no número golfistas federados no comparativo entre 2012 e 2013. Fato que está ligado à reestreia da modalidade nos Jogos Olímpicos. O crescimento do esporte no Brasil promete atrair os principais jogadores de nível internacional.

Vale lembrar que o golfe movimenta cerca de US$ 20 bilhões anualmente em todo o mundo. Já o esqui movimenta mais de US$ 70 bilhões por ano, reunindo mais de 400 milhões de praticantes. No Brasil, qualquer turista pode ter aulas de golfe nos grandes resorts do Sul, Sudeste e Nordeste. E as viagens para esquiar na Argentina e no Chile nunca estiveram tão baratas e variadas.

Os expositores já confirmados são Nascimento Turismo, Snowtime, Solden, Kitzbuhel, Club Med Villages, Hilton Hotels, IMG Academy, Golf Corporate Brasil, Qatar, Argentina, Canadá, Peru e Itália. Haverá um coquetel de lançamento no dia 1º de setembro, no São Fernando Golf Club (www.saofernando.com.br), em Cotia (SP).

Saiba mais: www.skigolffair.com.br

O PAI DOS BARES ESPORTIVOS

ESPN ZONE – Anaheim (Disneyland) , EUA

Ele é o “pai” dos sports bars americanos. E fica em plena Disneylândia, na cidade de Anaheim, na Califórnia – uma excelente alternativa às lanchonetes do parque

Se no Brasil eles ainda não pegaram, nos Estados Unidos os sports bars são uma instituição. E poucos são tão grandes, animados e cheio de celebridades entre seus frequentadores quanto o ESPN Zone.

O bar fica em Anaheim, junto à Disney californiana. Comer e beber ali implica uma imersão no mundo dos esportes. São mais de 60 telas de TV em alta definição sintonizadas nos canais ESPN, mostrando diversos esportes ao mesmo tempo. O bar lota especialmente nas finais da NBA, NHL, MLB e NFL.

Para a criançada, há um andar inteiro só de videogames, de todos os tipos. Uma grande loja de artigos esportivos completa o ambiente. E ainda existe uma área onde programas de TV e rádio são gravados ao vivo, possibilitando aos frequentadores verem seus ídolos de perto.

Mas e a comida? Burgers e shakes dão o tom. Mas há pratos mais intrincados também, como o “Shrimp Scampi” – camarões salteados em molho de vinho tinto, com alho assado, tomate picado, coberto com croutons de pão italiano e queijo parmesão.

O ESPN Zone é uma excelente alternativa às lanchonetes bem fraquinhas que ficam dentro da Disney. Se estiver passando por lá ou visitando o parque, não hesite!

ESPN Zone – Anaheim (Disneyland) , EUA– Data da visita: fev 2010

  • Para crianças? Sim
  • Romântico? Não
  • Formal? Não
  • Ambiente (de 1 a 10): 8
  • Gastronomia (de 1 a 10): 7
  • Carta de vinhos (de 1 a 10): 3 (* ver obs. no rodapé da página)
  • Hospitalidade (de 1 a 10): 7

Saba mais: www.espnzone.com


* OBSERVAÇÕES:

CARTAS DE VINHOS – critério de avaliação

Eu não sou enólogo, nem sommelier. Apenas gosto de vinhos. Por isso, meu critério de avaliação é bem particular.

Toda carta começa com nota 10. E vou subtraindo pontos conforme os critérios abaixo:

  • Quantidade: 1 ponto subtraído caso tenha menos de 60 rótulos, 2 pontos subtraídos caso tenha menos de 40 rótulos
  • Abrangência: 1 ponto subtraído para cada continente não contemplado na carta.
  • Preço e taça: 1 ponto subtraído para cartas sem opção de vinho na taça e sem alternativas de preço em todas as faixas.
  • Apresentação: 1 ponto subtraído para cartas confusas; 1 ponto subtraído caso não haja sommelier ou garçom preparado.

Se você discorda ou tem uma sugestão, por favor, fale! Seu comentário será muito bem recebido.

O futebol brasileiro vai ao deserto

Os torcedores do Atlético já têm para onde viajar no fim do ano: estão sendo lançados pacotes para o Marrocos, onde acontece o Mundial de Clubes

Este slideshow necessita de JavaScript.

Crédito das fotos: Turismo Marrocos / Operadoras / Divulgação

O inédito título da Copa Libertadores da América conquistado pelo Atlético mineiro esta semana colocou o Marrocos no itinerário de viagens de muitos brasileiros. É que lá acontecerá em dezembro o Mundial de Clubes deste ano, entre 11 e 21 de dezembro.

A CVC, que em dezembro do ano passado levou mais de dois mil torcedores corintianos ao Japão, lança desta vez a programação “Massa Atleticana no Marrocos“, com diferentes roteiros de viagens à escolha do torcedor do Galo. Os pacotes já estão à venda nas mais de 740 agências exclusivas CVC e 8.000 credenciadas em todo o Brasil.

Os pacotes custam a partir de US$ 3.388 (veja detalhes abaixo) e incluem um “kit torcedor” (mas a operadora ainda não descreveu o que faz parte dele).

Mas atenção: Os pacotes não incluem ingressos, uma vez que eles serão disponibilizados apenas em setembro, diretamente no site da FIFA.

O Mundial – Os representantes da América do Sul (Atlético-MG) e Europa (Bayern de Munique) iniciam suas participações já na fase semifinal, e só podem se encontrar na final ou na decisão de terceiro lugar. Além do Atlético-MG e do clube alemão, outros três já garantiram vaga: o anfitrião Raja Casablanca (campeão do país-sede), o mexicano Monterrey (campeão das Américas do Norte e Central) e o neozelandês Auckland City (Oceania).

Os representantes da África e Ásia serão conhecidos somente em novembro. O Atlético-MG estreia na fase semifinal no dia 18 de dezembro, no moderno estádio de Marrakech, inaugurado em 2011. Se ganhar, disputará a final dia 21 de dezembro, também no mesmo local. Caso dispute o 3º lugar, a partida acontece horas antes da decisão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para ver além dos jogos – Ao contrário de seus vizinhos, o Marrocos tem uma certa estabilidade política e social, o que favorece muito turismo. O país vive cheio de europeus e há uma boa infraestrutura para os visitantes.

Por isso, coisas que são proibidas em outras nações muçulmanas acabam sendo permitidas aos turistas, como o consumo de álcool – cervejas, vinhos e destilados são vendidos em boa parte dos restaurantes e em todos os hotéis, bares e boates (sim, há vida noturna intensa por lá).

O país tem desde praias bonitas e agradáveis, como as de Agadir (repleta de resorts modernos) até estações de esqui (que estarão funcionando a pleno vapor na época do Mundial).

Marrakech (a sede do campeonato) mistura bairros modernos, como o vibrante Gueliz ou Ville Nouvelle, e vizinhanças medievais, que parecem tiradas de um filme.

Imperdível visitar, por exemplo, a praça Djemaa el-Fna, um lugar cheio de vida, com músicos, dançarinos e contadores de histórias entretendo os turistas. À noite, ela fica repleta de barraquinhas de comida típica.

Há também os incríveis souqs – os mercados tradicionais onde você acha de tudo, das especiarias às joias e roupas.

E, claro, uma viagem a Marrocos não pode prescindir de uma visita a Casablanca, a cidade de arquitetura francesa eternizada no clássico de Hollywood estrelado por Humphrey Bogart. Lá fica o 3ª maior templo islâmico do mundo, a Mesquita Rei Hassan II, e também o maioro shopping center da África, o Morocco Mall.

Em qualquer cidade, vale dizer, você encontra diversas agências locais que levam a passeios pelo deserto do Saara. Há desde os mais simples, que incluem apenas uma volta de jipe pelas dunas, até aqueles em que você pode andar de camelo e passar a noite, dormindo de cara para as estrelas (veja: http://sheherazadventures.com/).

Este slideshow necessita de JavaScript.


Os pacotes:

 

1) “MASSA ATLETICANA NO MARROCOS” – 11 dias e 9 noites

Inclui: transporte aéreo ida e volta (São Paulo/Marrakech/São Paulo com conexão em Madrid voando Ibéria); traslados aeroporto/hotel/aeroporto + traslado hotel/estádio/hotel nos dois jogos do Galo (estádio em Marrakech) e assistência ao viajante em português. 9 noites de hospedagem no hotel Le Meridien N’Fis, em apartamento duplo, com café da manhã + kit torcedor.

A partir de US$ 3.388 por pessoa, em até 10x sem juros (embarque em 13/dez).
2) “MASSA ATLETICANA NO MARROCOS” – 5 noites | Somente Terrestre

Inclui: traslados aeroporto/hotel/aeroporto + traslado hotel/estádio/hotel nos dois jogos do Galo (estádio em Marrakech) e assistência ao viajante em português. 5 noites de hospedagem no hotel Palm Plaza, em apartamento duplo, com café da manhã + kit torcedor.

A partir de US$ 788 por pessoa, em até 10x sem juros (embarque em 17/dez).

Trecho BH-SP: Os pacotes rumo ao Marrocos partem de São Paulo, mas o trecho doméstico Belo Horizonte/São Paulo e vice-versa podem ser acrescentados ao roteiro, de acordo com a preferência do cliente, com tarifas que custam a partir de R$ 200 (ida e volta). Outra facilidade oferecida pela CVC é a opção de parcelamento do pacote em até 10x sem juros.

Saiba mais: www.cvc.com.br e www.visitmorocco.com

.

Desafio da Semana

Responda o quiz baseado em fotos tiradas por mim mundo afora…
… e ganhe um brinde se for o primeiro a acertar!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com seus ventos fortes, esta cidade é ótima para a prática de iatismo e voo livre. Foi o primeiro ponto de desembarque dos franceses durante a campanha militar que tentou estabelecer a chamada “França Antártica“. E ficou famosa nos anos 1960 graças a uma atriz francesa, que adorava suas praias.

Agora responda as 2 perguntas abaixo na área de comentários!

  1. Que cidade é esta?
  2. Quem é a atriz?

cd4

 

O primeiro a acertar as respostas ganha um
CD da minha banda de rock, o Tubaína!

Um jogo no MetLife Stadium

O advogado e fã de futebol americano Rodrigo Becker conta a experiência de ver uma partida da NFL no incrível estádio dos times de Nova York

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto e fotos: Rodrigo Becker

Assistir a um jogo no MetLife Stadium é sensacional.  O estádio, segundo mais moderno dos Estados Unidos, é a casa de dois times de futebol americano: New York Giants e New York Jets. Além disso, é palco constante de outros eventos esportivos (a seleção brasileira jogou recentemente lá) e de grandes shows musicais.

Mas uma partida da NFL é incomparável. Os americanos fazem de um jogo a diversão do final de semana.

Passei 10 dias em Nova York. Mas antes de pegar o avião, tomei o cuidado de conferir o calendário da liga em www.nfl.com. Nos dois finais de semana que estaria por lá haveria jogos da NFL. Jets no primeiro e Giants no segundo final de semana.

A escolha do jogo baseou-se no preço dos ingressos. Como os Giants eram os atuais campeões do Super Bowl (a final da NFL), os ingressos para os seus jogos eram mais caros. Então optei pelos Jets.

E aqui vai uma dica: compre ingressos para qualquer evento esportivo nos Estados Unidos no site www.stubhub.com. Funciona como uma revenda: pessoas que já tinham o ticket repassam a você, seja porque desistiram de ir, seja porque adquiriram o carnê para a temporada inteira e não podem ir a algum jogo específico.

É fácil, mais barato, e muito confiável. Você imprime em casa, e ainda escolhe a poltrona, analisando a vista que terá do campo conforme o lugar escolhido no estádio ou ginásio (conforme o Mancha mostrou neste post).

Comprei o ingresso por US$ 80 para um jogo entre New York Jets e San Diego Chargers (pelo site oficial da NFL, eu teria pagado 100). Para se ter uma ideia, no jogo dos Giants, um ingresso para o mesmo local custava US$ 200.

Chegar ao estádio parece ser complicado, mas não é. Além de ser divertido, não demora muito. O Metlife Stadium fica em New Jersey, numa região chamada Meadowlands, onde há várias outras estruturas esportivas, incluindo uma pista de corrida de cavalos.

O ponto de partida é a estação Penn Station, em Manhattan. Chegando lá, procure pelas placas “NJ Transit”, que te levarão até o local de onde saem os trens para New Jersey. Tem placa em todo lugar. Dirija-se a uma maquina automática ou a um guichê e compre o ticket para “Meadowlands Complex”. Fácil assim.

Para achar os portões de embarque, nem precisa procurar: basta seguir a multidão de torcedores uniformizados que estará se dirigindo para o mesmo lugar que você. O trem vai cheio e os torcedores fazendo festa e bebendo, mas tudo com tranqüilidade.

Depois de 20 minutos, o trem para em Secaucus, que é uma estação enorme em New Jersey, espécie de hub para a saída de trens para todo e qualquer lugar. De lá, você tem duas opções: segue a multidão ou as placas para “Meadowlands Complex“. Dá no mesmo. De Secaucus para Meadowlands partem trens a cada 10 minutos em dias de jogo. A viagem leva 15 minutos e te deixa absolutamente na porta do estádio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Você desce do trem, anda alguns passos e já está nos portões de acesso, onde terá que apresentar o se ingresso e passar por uma revista. Aí é só procurar o lugar e sentar. Têm funcionários por todo o lado e achar o assento é muito fácil.

Lá dentro, o estádio é simplesmente fantástico. São 4 telões de última geração, sem contar o painel eletrônico que circunda o segundo anel com informações atualizadas sobre os jogos em andamento e sobre as estatísticas do jogo.

Havia várias lojas de produtos dos Jets. Comprei uma camisa e um imã por lá. No intervalo, fica inviável, pois lota. Mas no começo ou no fim, é tranquilo.

A variedade de estabelecimentos para comprar comida e bebida é surreal. Tem de tudo, desde o famoso hot dog americano até um sanduíche com carne moída (eu comi, mas não era grande coisa).

Cerveja tem de todo o tipo, e o preço nem é tão abusivo. Pra quem foi à Copa das Confederações no Brasil e bebeu Budweiser, é o mesmo preço.

Vale ressaltar que uma lei do estado de Nova Jersey proíbe que se venda cerveja depois de começar o segundo tempo da partida. Por essa razão, vocês verão vários torcedores com 5 ou 6 latas na mão para tomar no restante do jogo. Perguntei à atendente a razão da proibição, e ela disse que era pra evitar acidentes de carro.

A visão da arquibancada é excelente, mesmo que você fique no nível mais alto. Mas eu aconselho pagar um pouco mais e procurar um lugar mais para baixo. É mais emocionante.

Vi alguns poucos torcedores dos Chargers. Perto de mim tinha um casal, ela chargers, ele Jets. Tudo muito tranquilo.

Quanto ao jogo, um time comandado por Mark Sanchez não tem nada de mais a apresentar, e nesse jogo isso ficou evidente. Os Chargers viraram o jogo no segundo tempo e, no último quarto, depois de um erro de ataque, a torcida “encheu o saco” e foi embora.

Eu fiquei até o final e posso dizer que a volta foi muito tranqüila também. Muita gente, mas é só aguardar o próximo trem.

76364_530726703633948_1695600080_n

Rodrigo Becker, 35 anos,
é advogado, mora em Brasília
e torce para os Steelers.

Saiba mais: MetLife Stadium

De Harley Davidson no Sul do Brasil

Quem curte viajar de moto já tem opções para road trips emocionantes sem sair do Brasil, aproveitando as serras e praias da Região Sul

Este slideshow necessita de JavaScript.

Créditos das fotos: Joice Salamone /PauloMancha / Divulgação

Essa é nova – e muito interessante. Eu já tinha visto vários pacotes de viagem para Estados Unidos e Europa conjugados com aluguel de moto, para quem gosta de pilotar e se sentir um easy rider. Mas é a primeira vez que vejo isso no Brasil.

A operadora paranaense BWT se uniu à locadora Phoenix Rentals para oferecer pacotes com aluguel de motos Harley Davidson. E em breve também haverá a opção de usar motos BMW.

Os destinos são os mais variados, sempre pelo sul do país. Eles incluem a Serra Gaúcha, Florianópolis e Foz do Iguaçu. Lugares onde dá para pilotar numa boa e, depois da aventura, relaxar nos bons hotéis dessas regiões.

As saídas são sempre de Curitiba e incluem locação de moto por 3, 4 ou 7 dias, além de hospedagem no trajeto escolhido.

Os valores variam de R$ 857 até R$ 2.385 por pessoa. Outra opção é a diária, que custa R$ 380 com o seguro incluso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Créditos das fotos: Fabiano Guma /Divulgação/Wikicommons

Confira os roteiros (com minhas dicas):

Serra Gaúcha

  • 07 diárias de aluguel de Moto Harley Davidson
  • 01 Noite de hospedagem no Rio do Rastro Eco Resort, na cidade de Bom Jardim da Serra, com café da manhã;
  • 04 noites de hospedagem no Lagheto Hotel, em Gramado (RS), com café da manhã
  • 01 noite de hospedagem no IL Campanario em Florianopolis, com café da manhã
  • Valor – R$2.385, por pessoa em apto duplo

Dica: Verifique a possibilidade de ir a Aparados da Serra, de onde há vistas espetaculares para os cânions da região. E procure conhecer a incrível estrada da Serra do Rio do Rastro – clique aqui: http://www.riodorastro.com.br/challenge/challenge.htm

Foz do Iguaçu

  • Inclui – 03 Noites de hospedagem
  • 04 diárias de aluguel de moto Harley Davidson
  • Os valores dependem da hospedagem escolhida:
  • Rafain Palace Hotel, com café da manhã: R$2.324, por pessoa em apto single / R$1.175, por pessoa em apto duplo
  • Iguassu Resort, com café da manhã: R$ 2.524, por pessoa em apto single / R$1.326,00 por pessoa em apto duplo
  • Mabu Thermas, all inclusive: R$3.900, por pessoa em apto single / R$2.230,00 por pessoa em apto duplo

Dica: Vale a pena visitar Itaipu à noite, quando a iluminação garante um visual ímpar (verifique horários aqui: www.turismoitaipu.com.br)

 

Bombinhas

  • 03 diárias de aluguel de moto Harley Davidson
  • Inclui – 02 Noites de hospedagem com café da manhã
  • Valores – Vila do Coral: R$ 1.695, por pessoa em apto single / R$ 857, por pessoa em apto duplo

 Dica: Já me hospedei nesse hotel e é excelente e bem localizado, no meio dos agitos. Mas, para quem está de moto, é mais bacana gastar seu tempo nas praias afastadas, como Mariscal, Canto Grande e Zimbros.

 

Governador Celso Ramos

  • 03 diárias de aluguel de moto Harley Davidson
  • Inclui – 02 Noites de hospedagem com pensão completa
  • Ponta dos Ganchos Exclusive Resort – R$ 5.101, por pessoa em apto single / R$2.561, por pessoa em apto duplo

 Dica: Essa região tem praias lindas. Mas tome muito cuidado na BR 101, que está sempre lotada e volta e meia com obras na pista.

  

Balneário Camboriu

  • 03 diárias de aluguel de moto Harley Davidson
  • Inclui – 02 Noites de hospedagem no Infinity Blue Resort com pensão completa
  • Valor por pessoa em apartamento single R$2.231,00 ou R$1.305,00 para duplo
  • Outra opção de hotel Plaza Camboriu com café da manhã
  • Valor por pessoa em apartamento single R$1.519,00 ou R$825,00 e duplo

Dica: Não acredite em quem fala mal do Beto Carrero World, no município de Penha. O parque tem suas breguices, mas vale a pena. E de moto você chega lá rapidinho.

 

Florianópolis

  • 03 diárias de aluguel de moto Harley Davidson
  • Inclui – 02 Noites de hospedagem
  • Hotel Costão do Santinho com pensão Vip Inclusive
  • Valor por pessoa em apartamento single R$2.289,00 ou R$1.397,00 em duplo
  • Outra opção de hotel IL Campanario Village Resort com café da manhã
  • Valor por pessoa em apartamento single R$1.905,00 ou R$1.017,00 em duplo

Dica: O Costão do Santinho é um baita resort e, se você bobear, não vai sair dele. Resista à tentação e caia na estrada. Mas  evite ficar na região do “agito” (centro, Jurerê Internacional etc.). Pegue a moto e toque para a Lagoa da Conceição, para o Pântano do Sul e para Ribeirão da Ilha, lugares onde há menos gente e mais belezas naturais ao longo do caminho.

————————————————–

Mais informações e reservas: www.bwtoperadora.com.br – tel. (41) 3888-3499.

Virada esportiva em Nova York

 Uma agência de turismo de São Paulo leva você para ver
tênis, beisebol e futebol americano na Big Apple. Confira!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Muita gente me pergunta como fazer para ver eventos esportivos nos EUA. O que poucos sabem é que hoje em dia já há agências de turismo especializadas nisso. Uma delas é a Fanato, de São Paulo, que está divulgando um pacote flexível (você pode escolher as opções conforme seu gosto) para o começo de setembro em Nova York.

A escolha da primeira semana de setembro se deve ao fato de, nesse período, haver três ótimos eventos rolando na cidade: o Aberto dos EUA de tênis, a reta final da Major League Baseball e o início da temporada de futebol americano da NFL, conforme eu já postei aqui no site.

A operadora especializada em turismo esportivo oferece um pacote que dá direito a ingressos para as partidas do US Open e muitas outras atividades. O viajante participa de uma visita ao clube que recebeu o famoso torneio de tênis até o ano de 1977, com tour pelas principais instalações, restaurantes, vestiários e quadras, e um café especial com vista para algumas das 38 quadras do local.

Além disso, o roteiro também inclui entrada para partida de beisebol entre New York Yankees e Boston Red Sox, uma das maiores rivalidades do esporte. Mas quem preferir pode optar por um jogo da NFL. O futebol americano reserva para dia 8/9 o jogo entre New York Jets e Tampa Bay Buccaneers, no moderníssimo Metlife Stadium.

Além dos esportes, o programa da Fanato inclui os shows da Broadway, que movimentam a noite nos arredores das 6ª e 8ª avenidas.

Os preços variam conforme a data da viagem, o número de pessoas, a hospedagem escolhida e os eventos selecionados.

Confira o roteiro e consulte sobre valores clicando aqui: Fanato Turismo.

Que tal estudar e esquiar na Suíça?

Os pais já podem ir programando um fim de ano agitado para crianças e jovens de 8 a 18 anos, com aulas de esqui, snowboard e idiomas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Crédito das fotos: Les Elfes Camps/Divulgação

O Student Travel Bureau (STB) abriu inscrições para o Les Elfes Camps, um intercâmbio voltado ao público de 8 a 18 anos, com aulas de idiomas e prática de esqui, snowboard e outras atividades esportivas. O programa é uma parceria com a escola suíça Les Elfes, situada nas montanhas de Verbier, na Suíça.

Com duração de duas semanas, o Les Elfes Camps conta com programação intensiva, principalmente de dezembro até o fim de abril, período em que há neve garantida nos Alpes.

No período da manhã, os alunos seguem com instrutores para as montanhas, onde recebem três horas de aulas de esqui ou snowboard. Depois do almoço, retornam para a escola, onde participam de atividades culturais e sociais. Aos que optarem também pelo estudo de um idioma (inglês, alemão, francês ou espanhol), as aulas ocorrem sempre no fim de tarde, totalizando 8 horas de estudo por semana.

A programação também inclui atividades como passeios de trenó, escalada no gelo, patinação artística, hóquei, natação e squash.

A escola oferece ainda uma excursão monitorada por semana para cidades como Lausanne, Genebra, Berna, Gruyére, Montreaux e Vevey.

Em relação à acomodação, os alunos ficam hospedados nos tradicionais chalés dos Alpes, localizados a 5 minutos do centro de Verbier. Os quartos são amplos e compartilhados entre dois ou quatro estudantes. Há ainda salas de estar com lareira, terraço, cozinha equipada com chef que prepara as refeições, biblioteca, cinema, sala de música e internet.

.
Ski Camp STB
Duas semanas de programa com aula de esqui ou snowboard nos Alpes Suíços
Cidade: Verbier
Duração: duas semanas
Idade: de 8 a 18 anos
Acomodação:
 quarto compartilhado em residência estudantil, com todas as refeições
Valor (somente o terrestre): a partir de CHF 4.712,00 + R$ 387,00 (taxa de atendimento STB)
Inclui: equipamentos para esqui ou snowboard, tranfers, assistência médica internacional ISIS Super, mochila e camiseta STB  e acompanhamento de guia STB no voo de ida, em caso de dez inscritos, no mínimo.

Mais informações: www.stb.com.br.

Desafio da Semana

Mais um pequeno quiz, sempre baseado em fotos tiradas por mim em algum lugar do mundo. Divirta-se e ganhe um brinde!

desafio-semana2
Foto: Paulo Mancha

É simples: responda as 3 perguntas abaixo na área de comentários!

  1. Que cidade é esta?
  2. Em que país fica?
  3. Qual o nome do hotel?

Dicas: Neste país, as pessoas gostam de beisebol. Mas o futebol vem, aos poucos, ganhando espaço. O hotel da foto fica na capital, cidade essa que tem entre seus edifícios mais belos o Capitólio (ainda que ultimamente prefiram chamá-lo de “Palácio Federal Legislativo“). O governo deste país, aliás, volta e meia toma atitudes polêmicas. Por fim, o hotel da foto pertence a uma cadeia portuguesa e foi inaugurado em 2008.

cd4

O primeiro a acertar as respostas ganha um
CD da minha banda de rock, o Tubaína!

Esqui no Chile: este é o momento!

Valle Nevado, a maior estação do país, criou uma promoção com
noite de graça no melhor hotel de Santiago, o Grand Hyatt

Este slideshow necessita de JavaScript.

Valle Nevado é a maior estação de esqui da América do Sul. Localizada a 60 km de Santiago, ela possui três hotéis, seis restaurantes, quatro bares, 45 pistas para esqui ou snowboard, teleféricos e lojas.

Este ano, várias novidades estão rolando, como o primeiro teleférico de cabine fechada da região, aulas de snowboard, novas opções de equipamentos e roupas para alugar.

Mas uma promoção promete atrair muita gente em agosto. O hóspede agora pode desfrutar também do melhor da capital chilena, Santiago, distante apenas 1h30. Quem compra 4 noites nos hotéis Valle Nevado ou Puerta del Sol entre os dias 2 e 16 de agosto ganha uma noite de hospedagem no hotel Grand Hyatt, de padrão 5 estrelas.

Eu já estive nesse hotel e posso dizer que é um lugar fenomenal. Localizado na parte mais moderna de Santiago, está a apenas10 minutos do centro histórico. Além do conforto, proporciona uma vista panorâmica inigualável e fica perto do melhor da vida noturna da capital.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Crédito das fotos: Valle Nevado / Grand Hyatt / operadoras

Há várias opções de quartos, por isso o preço varia. Mas, em média, as diárias saem por US$ 380.

Saiba mais – www.vallenevado.com ou 0800 892 1047

Esporte e cultura: a vez de Socorro (SP)

Famosa pelos esportes de natureza, a cidade de Socorro (SP) está sediando o Festival Cultural de Inverno, com mais de 40 atrações gratuitas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Crédito das fotos: Prefeitura de Socorro/Divulgação

Se você mora no estado de São Paulo, vale a pena conferir. Até 28 de julho, a cidade de Socorro, no Circuito das Águas Paulista, é palco do Festival Cultural de Inverno. Demônios da Garoa e o cantor Nasi, ex-vocalista do Ira, são algumas das atrações.

Socorro fica a apenas 130 km da capital paulista e oferece mais de 40 atrações culturais gratuitas nesse período. Diversas peças de teatro, atrações musicais, exposições de artes plásticas e artesanato, além da culinária caipira, tomam conta da cidade e atraem centenas de turistas.

A música instrumental tem espaço com as apresentações do Jazz Combo (do Conservatório de Tatuí) e da Big Band do Conservatório de Socorro, juntamente com as cameratas de violão das duas cidades. Haverá também apresentações teatrais gratuitas, tanto no Centro Cultural, como no palco montado na Praça da Matriz.

A culinária caipira pode ser apreciada nas várias barracas montadas na Praça da Matriz, centro da cidade. O turista irá se deliciar com a comida típica da região como caldos, queijos, vinhos, cervejas gourmet, e venda de produtos e artesanato locais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rafting e outros esportes – Localizada na Serra da Mantiqueira, Socorro é cercada por montanhas e tem no Rio do Peixe, que corta a cidade, o melhor lugar do Brasil para a prática do rafting (descida pelas corredeiras em botes infláveis).

A cidade recebe cerca de 500 mil turistas por ano e oferece 20 atividades de aventura. Além do rafting, há atividades como boia-cross, canoagem, rapel, tirolesa, arvorismo e caminhadas em trilhas.

Socorro também é um bom destino certo para quem quer relaxar em contato com a natureza. O roteiro Caminhos da Roça, por exemplo, inclui visitas a fazendas centenárias, pesqueiros, alambiques e laticínios.

Turismo adaptado – Referência nacional em turismo acessível, a cidade possui cerca de 10 atividades de aventura totalmente adaptadas a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. A maioria dos hotéis e pousadas da cidade possui apartamentos adaptados para receber hóspedes com deficiências físicas e visuais, todos habilitados pelo Inmetro, ABNT e Abeta (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura).

.

Festival Cultural de Inverno – 15 a 28 de julho

Onde: Praça da Matriz, Centro Cultural, Palácio das Águas e ruas do centro de Socorro

Preço: atrações culturais gratuitas

Programaçãowww.festivalcultural.com.br

Informações sobre a cidade e hospedagem: (19) 3855-9674/(19) 3855-9634 ou pelos sites www.socorro.tur.br e www.socorro.sp.gov.br